sexta-feira, 7 de maio de 2010

Sem sentido

Se segurava ao inseguro, se prendia ao que não estava tão firme quanto ela pensou estar, na maioria das vezes se decepcionava, sempre falava pra si mesma que era a ultima vez que ia sofrer por algo que não valia a pena, mas se traia, não cumprindo o que se auto prometia. O maior desejo era estar calma, e feliz. Mas, enquanto seu pensamento estiver voltado para o que não existe, ela tinha certeza que nunca iria conseguir. E não sabia também o que fazer para mudar isso, já que era tão cabeça dura que não conseguia ouvir seus próprios conselhos, "deixa disso" ela pensava, "não tem o menor sentido ficar sofrendo assim" mas também não valia a pena ficar pensando assim, já que nada disso ia mudar.
A única certeza que ela tinha é que isso tudo era culpa dela mesma, por se importar demais com o que não se faz presente, por dar muito valor ao que não vale tanto assim.
E que o fim disso poderia estar bem próximo se ela tivesse um pouco de frieza no coração.
Mas isso não seria possível.

Ela só queria um pouco de sossego,
E parar de sofrer por algo que não vale a pena
Que pena, ela jamais conseguiria
Deixar de pensar nos outros,
E pensar nela mesma.

5 comentários:

Fábio Rocha disse...

Me trouxe a mente a fala de um narrador sobre uma personagem, um romance talvez, mas o que mais me chama a atençao é a sinceradade, a fusao do narrador com sua personagem, faz a acreditar que ambos sao uma so pessoa, e que este narrador so diz um sentimento vivido de si proprio.

Umrae disse...

Certas resoluções estão fadadas ao insucesso.
Lindo texto.
E obrigada por seguir o blog.
Bjos

disse...

tens razão flor, se não levarmos tudo com um bom humor, não vai nos restar muitos momentos felizes. Obrigada!!
:D

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
. disse...

amei *-* e hm, me identifiquei com o texto, principalmente com essa parte:
[...]"sempre falava pra si mesma que era a ultima vez que ia sofrer por algo que não valia a pena, mas se traia, não cumprindo o que se auto prometia."