domingo, 10 de abril de 2011

Tem dias que a gente se sente, um pouco talvez menos gente


Tem dias que parece que o mundo conspira contra nós
Tem dia que parece que o sol se esconde, você fica inseguro
O dia, por mais normal que seja fica frio, feio, escuro.
E quem a gente pode realmente chamar de amigo?
E quem nos impede de fazer alguma besteira,
Se ninguém te entende?
E o que você fez pro dia ficar daquela forma?
Acho que é o destino brincando comigo
Se fingindo de amigo pra por trás me apunhalar
Não vê meu rosto com a feição triste
Se é que existem ainda lágrimas pra chorar.
Quem sabe então de tristeza nem se pode chamar.
Talvez seja boa definição: carência, desconfiança, confusão.
Incertezas  indefesas, não podem proteger meu pobre coração.
Medo, vazio, indecisão.
O jeito é escrever, pra espairecer,
 Jogar pra fora o que não sai do jeito normal,
E chorar junto, lágrima sincera purifica a mente.
E talvez te dê o presente de ficar legal.

5 comentários:

Jeniffer Yara disse...

É,o jeio é escrever mesmo,e desabafar tudo isso que se encontra dentro de nós ;)

Ahh obrigada pelo elogio lá no blog *-*

Beijos

Forum Celular espiao disse...

Gostei muito deste site e por isso resolvi colocar uma mensagem para conhecimento de todos. Já existe uma maneira de se fazer grampo de celular. Chama-se telefone espião. Você pode encontrar no site www.celularespiao.net

disse...

vc estava bem sumida Stella! Fico feliz por voltar, está corrido tbm pra escrever, mas volte sempre.


Tem dias que o melhor mesmo é refletir sozinho.

• Ӗwerton Ľenildo.' disse...

O jeito mesmo é descarregar no papel todo sentimento. :D

Anônimo disse...

Perfeito...tem dias que poderiam não existir!!