segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Vazio

Falta cor, calor, amor, pudor.
Falta alma, calma.
Falta querer, saber, aprender, viver.
Falta amar, buscar, sentir, se arriscar.
Falta um pouco de guerra e paz
Falta a pauta, falta sentir falta.
E a dor que falta, é a falta que a falta faz.

9 comentários:

Shuzy disse...

Falta. Não há no mundo palavras que a supra.

Tainã Almeida disse...

Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos perídos mais
marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso? (sinopse do meu blog)
Acessa o meu blog?
"Blog de uma adolescente"

http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/

Espero a sua visita, se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz.
Desde já obrigada, tenha uma ótima semana.
Atenciosamente Tainã Almeida.

Gaby Soncini disse...

Falta mesmo Stella.

Obrigada pela visita em meu blog.

Lindas suas palavras, e inteligentes.
Gostei daqui *.*

Beijoss!

Mariana Andrade disse...

se não faz falta, cansa.. acaba.

doeu.

Faelvinicius disse...

o principal ali é "arriscar", acho que a gente tem q ta sempre arriscando pra conseguir o que queremos.

Elania disse...

"A falta que a falta faz." ...

Fernanda. disse...

Falta muito disso em mim... e ao mesmo tempo, não falta nada! beijos

D. Rodriguez disse...

Falta tanta coisa Stella...
Que aqui a falta faz sobrar a dor.

Lindo texto, companheira antiga! risos.

Abraços Imundos!

O Cercadinho disse...

Seguido leio o teu blog, interessantes teus posts.
Te escrevo para divulgarmos nosso blog, ainda está em processo de expansão. Se quiser nos acompanhar e dar umas risadas: www.o-cercadinho.blogspot.com
Será um prazer te ter nos visitando lá. O que é O Cercadinho? Segue uma apresentação para te situares. Em cada relacionamento afetivo, os envolvidos ficam restritos a um espaço, O Cercadinho, onde acontecem as interações. Em algumas fases, está cheio de "queridas", mas em outros, quase vazio. O Cercadinho é o resultado das conquistas amorosas, onde cada um preenche à sua maneira e gosto. Pode ter o critério de cotas e uma de cada: loira, morena, mulata, ruiva e/ou japa. Com faixas etárias e tipos variados. Até monogâmico com apenas uma mulher selecionada.
Neste blog, somos cinco homens escrevendo relatos e histórias, sem pretensão literária sobre O Cercadinho. Heitor faz o estilo confuso e rebuscado. Apaixonante e cafajeste, este é Wanderlei. Já Cebola faz o estilo 100% sincero e sem rodeios. Seco, objetivo e um pouco bagual com sentimentos, assim é Iberê. E Marcão, bom, esse é trash total. Entre no nosso Cercadinho e boa leitura.
Iberê