domingo, 16 de maio de 2010

Escrever

Escreve e acha pouco. Escreve e marca falta.
Escreve e acha falha. Reorganiza, realinha.
Apaga, corrige. Mas é fraco, feio, fino. Insuficiente.
Não agrada. Não parece permanente.

Tentou explicar, formular, generalizar.
Demorou pra entender, que, pra se escrever, tem que amar.
Mas amar três quartos. Não pode amar tudo, se não, não vai.

Não vai porque não sabe. Não sabe amar.
Não sabe explicar. Não consegue gritar.
Só consegue repetir e tentar provar.
Mas, na verdade, não dá nem pra formular um “a”.

Perde-se a linha, o corte se fecha.
Vira-se o jogo. Anulam-se os pontos.
Embaralham-se cartas, letras, sentimentos.
E, no fim, se diz nada.

A verdade é que:
Quanto mais se ama, menos se escreve.
Menos se diz, menos se fala.
Menos se grita. Só se sente.

É que ainda não souberam inventar
Uma sentença exata que possa explicar

Então se segue assim.
Sentindo calado.
Ouvindo o silêncio.
Provando em pares, treinando os olhares.

E logo percebe que, se ama, não se sabe escrever.
As palavras parecem não caber.
Quanto mais se escreve e depois se lê
Menos escreveu
O que realmente queria dizer.

12 comentários:

Jeniffer Yara disse...

É verdade o que você escreveu! Quando se ama,menos se escreve,por que nunca no final você consegue escrever o que realmente sente,por que quando se ama,é impossível descrever,é algo fora das explicações,das palavras!

Amo aqui,você sempre escreve coisas maras!hehe

Bjs!

Bê Matos disse...

Se um dia eu amar direito, paro de escrever.

Jéssica F. disse...

OMG, ameeei esse texto, é LINDO! e você escreve mt mt bem, cara *-*
gostei muito desses trechos:
"A verdade é que: Quanto mais se ama, menos se escreve. Menos se diz, menos se fala.Menos se grita. Só se sente. "
[...] "E logo percebe que, se ama, não se sabe escrever. As palavras parecem não caber. Quanto mais se escreve e depois se lê, Menos escreveu O que realmente queria dizer."

zierley jardim disse...

adorei o selo.
já compartilhei.
bjo.

Carla D. disse...

Lindo o texto.

O amor tem disso, indescritível.

Beijo, flor!

Mariana Andrade. disse...

e por que se escreve o que se pode sentir?

Auíri Au disse...

Continue escrevendo...
Beijos

Umrae disse...

É verdade... Mas ao menos um pouco de amor é preciso para escrever. Escrever exige um certo conflito interno.
Bjos

rawane kellyn disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rawane kellyn disse...

Grande poeta você. adorei muito o post, parabéns.

E você tem toda razão, a felicidade, o amor nos toma a inspiração, e não conseguimos de jeito nenhum transformar os grandes sentimentos em palavras, quando são sinceros ;)

estou te seguindo, bejos e um ótimo começo de semana.

Bahh Grou. disse...

Que lindo texto!
Fiquei mesmo boquiaberta! Escutamos o silêncio dos sentimentos que se são muito, muito grandes, tomaram o todo. A gente usa das palavras pra completar os ocos. e se não tem oco?
Adorei. Beijos.

Grafite disse...

adorei aqui,
seguindo :D

beiijo
*.*