sexta-feira, 14 de maio de 2010

Quase nunca as vezes

Quase nunca dou atenção a quem merece
As vezes esqueço quem não me esquece
Quase nunca me sinto importante como queria
As vezes dou importancia a quem merecia

Quase nunca tenho motivo pra chorar
As vezes choro por algum motivo
Quase nunca tenho paciência pra ouvir
As vezes tenho paciência pra escutar

Quase nunca me apaixono de verdade
As vezes acho que consigo me apaixonar
Quase nunca faço coisas úteis
As vezes a minha ocupação é viajar

Quase nunca sei dividir meu tempo
As vezes tenho tempo, as vezes perco tempo
Quase nunca sou tolerante
As vezes acho que sou calma o bastante

Quase nunca sei me controlar
As vezes acho que não vou aguentar

Quase nunca às vezes
Posso querer ter motivos pra sumir
Mas nunca tenho meios de me encontrar

4 comentários:

C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
C. disse...

Adorei! Me indentifiquei com vários trechos, mas em especial este:
"Quase nunca sei me controlar
As vezes acho que não vou aguentar"

Ps: Muitíssimo obrigada pelo selinho, de verdade! No próximo post eu o colocarei.
E também obrigada pelo carinho com meu blog, hehe :)

Jeniffer Yara disse...

Ahh você sempre escreve o que eu sinto,e vivo! *__*
Amo aqui já falei?! Não?! Pois é,Haha

Bjs!

Rodolpho Padovani disse...

Selo pra ti no meu blog =)
Espero que goste...

Bjs...