terça-feira, 7 de setembro de 2010

Oh meu grande amor de versos perdidos

Parada pensando
Tentando os pensamentos organizar
Será que ainda resta algum sentimento?
Que eu possa em versos transformar

Talvez seja falta de tempo
Que não me da inspiração
Ou, pode ser que falte algo no coração

Cade meu poeta interior?
Onde ele foi parar?
 
Ele esta fugindo de mim
Talvez seja o fim
E eu nunca mais consiga
Olhar os meus reflexos
Juntar versos desconexos
E poetizar

10 comentários:

zierley jardim disse...

duvido.

Mariana Andrade. disse...

acabou de conseguir.

Danii disse...

O poeta interior sempre volta *-*

Jéssica F. disse...

Ás vezes isso acontece comigo, cara. Mas esse post provou que não é bem o seu problema, hein. adorei *-* beijos

Camila disse...

Ai, me vi em alguns trechos. Eu tô num daqueeles bloqueios de escrita que não sai nada no papel.
Mas você.. hm, acho que não tá passando por isso não hein, haha. Tá ótimo teu poema ;*

Paulo Vitor Cruz disse...

o fim é mto triste... melhor pensar em um obstáculo atrapalhando o andar natural das coisas...

*fazia um tempinho q n passsava por aqui... seu blog continua lindo, vc continua linda..

besos.

Paulo Vitor Cruz disse...

o fim é mto triste... melhor pensar em um obstáculo atrapalhando o andar natural das coisas...

*fazia um tempinho q n passsava por aqui... seu blog continua lindo, vc continua linda..

besos.

Jeniffer Yara disse...

Não,claro que você vai continuar poetizando! *.*

Beijos.

Mikaele Tavares disse...

Às vezes, isso acontece.
Mas, sempre o poeta volta para aquele que te pertence =)

disse...

Mas é exatamente isso que venho pensando há algum tempo. Me faltava tempo e inspiração, mas a gente sempre precisa achar xD