sábado, 13 de agosto de 2011

Ando meio desligado, eu nem sinto meus pés no chão...

Escrever sem passar o rascunho a limpo, pois é assim que me sinto, apenas um rascunho. Uma breve tentativa de chegar a lugar nenhum. Uma pequena conclusão de não se ter chegado em nenhum lugar. Vivo tentando fazer rimas com as desgraças do meu dia a dia, a única coisa que sei escrever é sobre a minha própria desgraça, talvez porque ela seja a única que tem me acompanhado desde o inicio, ou talvez porque eu não a deixo ir embora. Queria um dia ter a coragem de deixar tudo pra trás, esquecer o que me fez mal, esquecer as derrotas, esquecer as alegrias passageiras, a verdade é que sou um ser do presente, querendo viver o passado mas tentando não largar o futuro já esquecido. Sem esperanças pra espera do que há de vir ser melhor. Tentando manter os pés que não sei onde estão, no chão. Mas sem do que se ocupar a cabeça esquecer o passado, e tentar passar o futuro que não veio a limpo vai ser em vão. Eu não espero o futuro que vem, eu queria que o passado pudesse voltar.

7 comentários:

Afonso Gomes disse...

No final das contas, você é apenas mais uma em meio à tantas. "Humano demais".

André Ribeiro disse...

"...eu queria que o passado pudesse voltar..."

Todos nós queriamos né? é dificil quando o futuro que você imagina totalmente fica meio estranho, confuso, nada do que você sonhou...é dificil esquecer aquelas alegrias do passado que marcam e que viram momentos eternos, maravilhosos na vida...
viver por si só é algo muito complicado, enfrentar a vida querer uma força muito mas muito grande, e que nem sempre temos...mas fazer oq né, é vivendo e aprendendo.

Amei o texto, tá de parabéns
Um excelente fim de semana e começo de dia

by: http://andstar41.blogspot.com/

'Lara Mello disse...

Eu me perco e me encontro muitas vezes, você vai se encontrar.. :)

Jeniffer Yara disse...

Queria que meu presente fosse diferente do meu passado,por que parece que nada mudou,ainda há a ilusão de que vai dar certo e no final a decepção em perceber que nada deu certo,e que não valeu a pena se permitir. Enfim,quero um futuro diferente.

Beijos

Mariana Andrade. disse...

'tudo o que deixa uma pontinha dentro da gente ainda pode virar futuro.' escrevi um dia desses, e quero acreditar que é verdade. nem imaginas como eu queria que o passado voltasse, stella.. as coisas andam meio de cabeça pra baixo, e a gente, na maioria das vezes, não sabe e nem tenta ter forças suficientes pra ajeitá-las. mas é isso. talvez o passado que sobrou dentro da gente ainda possa virar futuro. mas paciência.. se não virar (ou se não voltar), simplesmente não era pra ser.

beijo grande.

Anônimo disse...

Desgraça... talvez o ponta pé inicial para a vitória, ou apenas um teste para ver se estamos aptos a chegar até o fim.
Fim... quem sabe... mais desgraça? Alívio? Dor? Ou talvez, apenas uma linda flor... para trazer a memória de que ainda há amor.

Meio sem nexo como sempre, mas creio que tenha entendido.
Faça das desgraças e derrotas lições aprendidas. Com o tempo, estará tão sábia que tais fatos serão irrelevantes.

Beijo.

Geisson disse...

vi muitas letras de musicas varios pensamentos de outras cabeças. gosratia de saber o que realmente é você quando vai decidir realmente se mostrar. e tambem adoraria perguntar o que seria um assunto interessante pra você. ja que vidas sofridas nao foram o suficiente?