quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Me encanta que tanta gente sinta (se é que sente) a mesma indiferença


O orkut já era, Luiza não está mais no Canadá e se sente uma estrela, baixar músicas, filmes, etc. é contra lei. Porém, pessoas continuam morrendo, BBB continua mostrando seu zoológico humano, a educação ainda não é prioridade no país, a globo canta: “O futuro já começou” creio eu que o futuro não é tão bom quando a humanidade esperava. 2012 está datado como o fim do mundo, Silvio Santos ainda não morreu. E eu continuo escrevendo coisas dramáticas, e me inspiro apenas quando estou triste (de mim não importa por que poucos, raros me conhecem). Amigos estão em falta, às pessoas mudam as estações também, o que me preocupa é que mudem para pior. Belo Horizonte passou por meses de chuva, alguns acidentes, algumas mortes, hoje ninguém mais se lembra. Alguns, como eu, reclamam em lugares sem importância e pouco fazem pra mudar o mundo, e poucos como eu se sentem culpados em relação a se achar tão impotente a ponto de não fazer nada, a não ser ignorar, como os burros fazem. E o máximo que se pode fazer é desabafar onde meia dúzia vai concordar com sua opinião. Queria ter o poder pra mudar algo, o que me preocupa é que esses momentos de raiva, perante acontecimentos desumanos só me ocorram às vezes e passam rapidamente.

4 comentários:

Bruna Gabriela disse...

Pensa: Metade do mundo pensa como você, a outra metade não sabe o que é pensar.
Se joga, vc não é impotente, se vc não pode mudar o mundo inteiro, mude o seu mundo, já é um bom começo.

Enquanto aos amigos, se servir eu, estu do seu lado 6 hras por dia, mais o caminho até o ponto.

Bju Chatela ( e ainda te dei um apelido carinhoso.)

Fernanda. disse...

Infelizmente, hoje, as pessoas só se preocupam com futilidades e escândalos! Beijo

Paulo Vitor Cruz disse...

é assim comigo tbm, chica... talvez seja prepotência minha achar a causa de ser assim, mas acho q é parte da nossa condição humana, na moral.

besos e feliz final de semana ai.

Anônimo disse...

Society, you're a crazy breed.
Hope you're not lonely without me...

"Ainda estamos aí, p/ fuder mais essa merda, ou não..."