quarta-feira, 14 de março de 2012

Eu sei! Que eu não vou ficar aqui sozinho pois eu sei que existe um careta, um careta em meu caminho


Tudo que ela tinha era um computador conectado a rede
Poucos quadros na parede, e umas promessas de que o mundo iria melhorar.
Tudo que ela tinha eram umas pessoas distantes
Que conversava por instantes e não sabia a importância que tinha
Tudo que ela tinha, pensara que não tinha nada e se surpreendeu.
Quem ela pensava que pouco se importava
A queria melhor do que a maioria das pessoas que estavam perto
Não tinha falsidade, pois não há muito que perder.
Não tinha inveja, pois não partilham do mesmo mundo.
Tudo que ela tinha era apenas amor, mesmo que escondido.
Amor sincero, e agora assumido.
De pessoas que ela quer pra vida toda.
Que com poucas ações fizeram ela perceber que a vida dela valia a pena
Que os problemas que existem podem ser desfeitos com algumas horas de conversa
Viu que palavras tem um poder imenso
E podem significar quase um abraço
E é o que dar força pra correr atras desse abraço de verdade
Custe o que custar.
 E percebeu que nunca esta sozinha
Que ela tem alguém pra amar.

4 comentários:

Patrick Hirata disse...

Refleti, amei, curti.

Emilie S. disse...

Começa triste e termina feliz.

Bruna Gabriela disse...

Ahhhh....
Bem vinda a descoberta dos 20 anos!

Paulo Vitor Cruz disse...

na moral, cada vez melhor

bitoquinha.