quinta-feira, 12 de abril de 2012

Até qual ponto o amor próprio é salvação?


Ela olhava apenas para o próprio umbigo,
E o coração, fora de visão,
Acabou morrendo.

9 comentários:

Fernanda. disse...

É triste!

Bruna Gabriela disse...

Claro, o mundo não gira ao redor do umbigo de ninguém. Morrem aqueles que acham que o mundo é só ele. Morrem de solidão.

Anônimo disse...

É. Quando a gente olha pro umbigo esquece o coração, e a vontade de amar acaba morrendo.

Mariana Andrade disse...

é necessário um pouco de amor próprio, porque diminuir-se faz mal, a não ser quando o fazemos buscando ser mais e mais. o crescimento depende um pouco da insatisfação, creio. mas humildade e caridade são coisas tão belas, e que fazem tão bem ao coração, que, quando esquecidas, acabam deixando a nossa vida assim.. murcha.

Paulo Vitor Cruz disse...

até o ponto em que ele ainda é um conceito

coffee-break disse...

às vezes o amor próprio é a única salvação.

sem exageros, nem só o umbigo, nem só o coração: ponto de equilíbrio.

Letícia Giraldelli disse...

Uma pena!

Flá Costa * disse...

e quanta gente por aí não acaba sucumbindo exatamente como a moça do poema?

silvioafonso disse...

.


Adorei isso aqui, juro.
Vou seguir seu blog,
espero que siga o meu.

silvioafonso







.