sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Poema das duas da madrugada.


Vou esperar que sintam minha falta.
Mas preciso que seja rápido,
Por que com a minha falta não posso me fazer presente
E sem me fazer presente não terei a companhia deles
E se não tenho a companhia deles
Não sou completa

Então vou ser metade
Mas se eu for metade não serei eu
E se não for eu vão me chamar de fútil
E se eu for fútil não vou ser bem vista

Então vou me vestir bem
Mas se eu me vestir bem pra ser mais bem vista
Vão ver que eu mudei algo
E vão preferir falar que mudei a personalidade

Então serei metida por estar mais bem vestida pra ser bem vista
E vão me chamar de fútil
Por ter me tornado metida
Por querer ser bem vista
Por ter me tornado fútil
Por que não sou eu por que me falta algo
Quando não os tenho

Então me torno fútil a ponto de vestir algo melhor
Tornando-me metida por querer ser bem vista
E estou bem vestida, metida, sendo fútil,
Por estar incompleta e não ser eu mesma,
Só por que queria que alguém desse a minha falta.

Então cheguei à conclusão,
Que me afastar de alguém
Por que sente que não sentiriam a sua falta
É um caminho pior do que se tornar a chata presente que corre atrás.
E isso te faz apenas chata e insistente.
Não te faz mal vista, fútil, ou o diabo a quatro. 

8 comentários:

Paulo Vitor Cruz disse...

identifiquei-me. fato. com as duas da madrugada. com a metideza. com o diabo a quatro.

*pq vc me esquece e some?

bitoquinha.

Luna Sanchez disse...

E agora, estar ou faltar? Eis a questão.

Muito bom!

=)

Fernanda. disse...

Muito bom! Mas meu certo grau de frieza não me deixa sentir falta de alguém assim... é triste acredite. Mas amei! Beijos

Jeniffer Yara disse...

Sim,concordo muito com você.

Beijos

Jeniffer Yara disse...

Oi,passando aqui pra avisar que o link do meu blog mudou,agora é http://mon-autre.blogspot.com/ :} Caso tenha em algum gadget seu o link antigo: jenifferyara.blogspot.com, peço que exclua por que ele pode apresentar um aviso de malware, caso não tenha, desconsidere esse pedido.

Desculpe pelo comentário 'automático'

Beijinhos

Mariana Andrade disse...

steeella, stellinha, stellão, que demaaaaaaaais aheuaheuhae
a madrugada deixa a gente um tanto embriagada, e surgem coisas assim.. gostoso de ler, e faz muito sentido, né?
gostei, e gostei muito!

Má Midlej disse...

Sensacional! Eu tava bem nessa do ''vou sumir pra sentirem falta'' e depois eu percebi que isso é tão desesperado quanto todo o resto. E era isso que eu precisava eliminar: o desespero.

Tá muito, muito bom mesmo. :D

disse...

é como dizem: só se dá valor, quando perde. Deixemos que sintam a nossa falta para perceberem isso também.
---
ah, quando alguém está longe, nossa casinha fica triste mesmo e nosso coração em frangalhos, mesmo que seja por alguns dias. Espero que ela volte logo.

beijoos.